SECRETÁRIO VISITA UBERLÂNDIA E SE COMPROMETE A VIABILIZAR DUPLICAÇÃO DAS RODOVIAS UBERLÂNDIA- PRATA E UBERLÂNDIA-ARAXÁ

03/12/2019
SECRETÁRIO VISITA UBERLÂNDIA E SE COMPROMETE A VIABILIZAR DUPLICAÇÃO DAS RODOVIAS UBERLÂNDIA- PRATA E UBERLÂNDIA-ARAXÁ SECRETÁRIO VISITA UBERLÂNDIA E SE COMPROMETE A VIABILIZAR DUPLICAÇÃO DAS RODOVIAS UBERLÂNDIA- PRATA E UBERLÂNDIA-ARAXÁ SECRETÁRIO VISITA UBERLÂNDIA E SE COMPROMETE A VIABILIZAR DUPLICAÇÃO DAS RODOVIAS UBERLÂNDIA- PRATA E UBERLÂNDIA-ARAXÁ SECRETÁRIO VISITA UBERLÂNDIA E SE COMPROMETE A VIABILIZAR DUPLICAÇÃO DAS RODOVIAS UBERLÂNDIA- PRATA E UBERLÂNDIA-ARAXÁ SECRETÁRIO VISITA UBERLÂNDIA E SE COMPROMETE A VIABILIZAR DUPLICAÇÃO DAS RODOVIAS UBERLÂNDIA- PRATA E UBERLÂNDIA-ARAXÁ

Em uma agenda acertada com o deputado Luiz Humberto, o secretário estadual de Infraestrutura e Mobilidade, Marco Aurélio Barcelos, acompanhado do diretor geral do Departamento de Edificações, Estradas e Rodagem de Minas Geais, Fabricio Sampaio Torres, esteve em Uberlândia onde conheceu os problemas envolvendo as rodovias de acesso a cidade. Em reuniões com o prefeito Odelmo Leão e diretores da Associação Comercial e Industrial de Uberlândia e de outras associações comerciais da região, ele recebeu uma serie de reinvindicações envolvendo o setor de transportes.

UBERLÂNDIA / ARAXÁ

A BR 452-Rodovia Uberlândia-Araxá está em fase final de estudos para ser ofertada como objeto de Concessão Pública para a exploração comercial com cobrança de pedágios a partir da sua duplicação. Outra alternativa também em avaliação é a celebração de uma Parceria Público Privada que resulte na duplicação e melhoria da rodovia.

Esta rodovia já está incluída no primeiro lote de privatizações rodoviárias propostas pelo Governo de Minas e que deve ser licitada em março de 2020.

UBERLÂNDIA / PRATA

O deputado Luiz Humberto acompanhou a comitiva do secretário Marco Aurélio Barcelos a uma rápida visita a rodovia Uberlândia-Prata (BR497), no trecho entre a BR 365 e o Poliduto da Petrobrás, onde os conflitos viários são muitos, a partir da urbanização do trecho que há alguns anos integra o perímetro urbano de Uberlândia e onde nos últimos 5 anos, mais de 10 mil unidades habitacionais foram construídas.

Tráfego urbano e rodoviário, numa pista estreita, mal conservada e sem acostamento, são os responsáveis por dezenas de acidentes com vítimas fatais e mesmo com a falta de recursos para uma intervenção imediata, o secretário se comprometeu a encontrar uma alternativa: ?A falta de recursos não pode ser a sentença de morte para trabalhadores, estudantes e moradores que se utilizam desta rodovia. Vamos concluir os estudos e encontrar uma alternativa imediata que pode ser a concessão deste trecho entre Uberlândia e Prata ou uma Parceria Público Privada, e espero ter esta resposta nos primeiros meses de 2020 para que possamos definir a melhor alternativa e resolver este problema.

Os perigos e conflitos da BR 497, também foram tema de um encontro entre o secretário e os representantes do Sindicato dos Empresas de Transportes de Cargas do Triângulo Mineiro.

Além da falta de estrutura da rodovia, os empresários listaram ainda outras dificuldades como a restrição e proibição de tráfego para vários caminhões de grande porte, que são os exigidos pelas companhias distribuidoras de petróleo. Vale destacar que o acesso ao Poliduto da Petrobrás só se dá pela BR 497, o que tem gerado constantes autuações e multas aos transportadores.

Segundo o secretário, este problema só será resolvido com a concessão ou com a Parceria Público Privada, para que a rodovia seja duplicada.

ANEL VIÁRIO

Com relação ao Anel Viário, nos trechos Sul e Oeste, Marco Aurélio Barcelos defende que a conservação do mesmo fique a cargo da prefeitura de Uberlândia, que teria mais condições e viabilizar a duplicação do mesmo, desde que a estrutura atual seja concluída.

Para a conclusão destes trechos que precisam de pavimentação e da construção de uma ponte sobre o Rio Uberabinha, o secretário se mostrou otimista com a retomada de ?restos? de um financiamento junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social e que foi suspenso há alguns anos e que está sendo retomado.

Marco acredita que os recursos sejam liberados nos primeiros meses do ano que vem e que as obras possam ser retomadas em março de 2020. Enquanto isso, entendimentos serão feitos com a Prefeitura de Uberlândia, para que o Anel Viário seja municipalizado e o crescimento imobiliário no entorno do mesmo, possa render obras de melhoria no trecho, incluindo a duplicação da pista a partir de negociação com a iniciativa privada.

FERROVIAS

Outro tema debatido nos encontros em Uberlândia foi a reinserção da região no Plano Ferroviário Nacional, proposta em andamento no Ministério dos Transportes e que pode criar uma nova "Fronteira para o Agronegócio", como avaliam os especialistas.

A região do Triângulo aprofunda estudos na utilização do Pó de Basalto, o chamado pó de rocha, apontando como uma extraordinária alternativa aos adubos químicos e que é objeto de projeções de investimentos em grande escala. Escoar este ?pó de rocha? e leva-lo aos mais diversos pontos do país, requer um processo de logística envolvendo os transportes férreos e marítimos, com a necessidade de se estabelecer um porto a ser usado e o melhor caminho de chegar a ele.

O secretário Marco Aurélio Barcelos conheceu em detalhes, todo o potencial de produção do ?pó de rocha? a partir de Uberlândia e região e se comprometeu a liderar junto ao Governo de Minas, um movimento voltado a pesquisa, exploração e apoio no desenvolvimento da produção e comercialização deste adubo mineral.

Segundo ele, estudos devem ser incentivados para se escolher o melhor trajeto e as alternativas para que as exportações deste novo elemento na produção de alimentos garanta o desenvolvimento do Agronegócio Mineiro. 



Pesquise por mais notícias

Últimas notícias